Armazenagem: como deve ser a logística para agilizar sua empresa

As necessidades atuais apresentadas pela demanda e pela qualidade fizeram com que o sistema de armazenagem buscasse novas tecnologias, com novas técnicas de administração e novos formatos para o armazenamento de itens, como matérias primas e insumos, além de materiais necessários para os diversos setores de uma empresa.

Um dos grandes problemas enfrentados pela armazenagem foi o mau aproveitamento do espaço, principalmente em razão de aproveitar melhor áreas antes não consideradas, como, por exemplo, o volume disponibilizado pelo armazém. Diante disso, a utilização de paletes e o armazenamento em altura criou uma nova maneira de distribuição dos produtos armazenados, garantindo maior eficiência na armazenagem, ao mesmo tempo em que houve a exigência de melhor gestão do estoque para otimizar as necessidades de produção e administração.

Saber gerenciar a armazenagem tornou-se uma ciência, estabelecendo-se uma organização voltada para aproveitar melhor os recursos, entendendo que o estoque é um investimento e sua gestão uma necessidade.

A logística de estoque e armazém, nos dias de hoje, deve apresentar uma sequência de atividades totalmente integradas, voltadas para o atendimento rápido e preciso de todas as necessidades empresariais, mantendo, ao mesmo tempo, a quantidade correta de itens, reduzindo os investimentos na compra de material exigido pela produção ou comercialização:

Armazenagem: as etapas necessárias na logística

A primeira etapa na logística da armazenagem tem início com o recebimento de mercadorias. O armazém precisa manter-se sempre preparado para receber mercadorias e outros itens de consumo, que devem ser posicionados de acordo com suas características e seu destino na empresa, podendo ser fracionados ou paletizados.

As máquinas ajudam nesse processo, acelerando o procedimento de recepção, utilizando-se no recebimento as empilhadeiras e niveladores, dependendo da mercadoria que estiver dando entrada na armazenagem.

No recebimento das mercadorias para armazenagem, a gestão deve trabalhar com a conferência das mercadorias de acordo com a nota fiscal e o pedido correspondentes, criando um endereçamento e a remessa para o setor de estocagem, devidamente identificado na etiqueta da mercadoria. O endereçamento correto irá permitir maior agilidade para buscar e entregar os itens armazenados, gerando economia para a empresa.

Armazenagem: estocagem e identificação

O código de barras é o sistema mais utilizado para o endereçamento, permitindo que os operadores possam transportar os materiais até o ponto exato para sua estocagem, sendo guardados dentro de um sistema pré-estabelecido, com os cuidados especiais relacionados ao destino final, separando-se matéria prima e insumos, aproveitando melhor o espaço e mantendo o controle de suas quantidades.

Com a identificação através de código de barras torna-se mais fácil encontrar o item na armazenagem, tendo seu registro no sistema de gestão. Além dessa facilidade, a administração da armazenagem consegue também manter o controle e a necessidade de novas compras, mantendo o estoque sempre atualizado.

Armazenagem: a separação ou processo de picking

Quando uma mercadoria chega ao setor de separação na armazenagem, pode ser desfeita e fracionada, conforme a quantidade dos pedidos. Essa é a atividade de picking, ou separação, quando o pedido é preparado para atender as necessidades da produção ou de outros setores da empresa.

O picking deve funcionar eficientemente, sendo realizado da forma correta e de acordo com o fluxo de informações e documentos, permitindo o correto posicionamento dos produtos para não elevar os custos com mão de obra. Muitas empresas escolhem terceirizar os serviços, de forma a reduzir os custos.

Armazenagem: a expedição

A armazenagem não se limita ao recebimento e ao controle das mercadorias, matérias primas e insumos necessários à produção, mas também à guarda e expedição de produtos finalizados. Nesse processo, exige-se os cuidados necessários para a embalagem, de acordo com os pedidos, definindo-se um tipo de embalagem conforme o tipo e o transporte utilizado.

Depois de embalado, o produto final é encaminhado para a expedição, obedecendo as informações contidas no sistema, quando é carregado e encaminhado para os clientes.

Armazenagem: a importância do inventário

A logística na armazenagem exige registros precisos de todos os itens armazenados em no almoxarifado. O inventário alinhado, nesse caso, é de suma importância para a manutenção dos estoques e para a organização da empresa como um todo.

O inventário rotativo ou cíclico, por exemplo, é um processo eficiente, fazendo-se a contagem contínua dos itens em estoque, com uma frequência pré-determinada, mantendo, dessa maneira, a informação no sistema de gestão sempre atualizado, controlando-se quantidades para que a armazenagem não deixe de atender às necessidades de produção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *