Armazenagem e custos: a integração necessária

A armazenagem faz parte da logística juntamente com o controle e a movimentação dos itens armazenados. Uma das questões mais importantes para as empresas é a redução de custos, que devem ser solucionadas através de um processo de armazenamento adequado.

Os estoques podem servir para reduzir o custo de transporte, uma vez que possibilita o uso adequado da armazenagem, utilizando-se ao máximo a capacidade de transporte e economizar com o frete.

Contudo, muitas empresas estão aplicando a modalidade Just-int-time, o que vai exigir que a demanda seja conhecida em detalhes, criando parcerias com fornecedores confiáveis, que possam suprir a demanda de forma adequada para que o sistema possa funcionar.

A armazenagem exige uma gestão específica, que permita reduzir custos e aumentar a lucratividade. Dentro das expectativas, os custos de armazenamento não podem ser superiores a 10% das despesas logísticas de uma empresa.

A armazenagem e a necessidade de espaço físico

Toda e qualquer empresa precisa de espaço físico para armazenagem, devendo garantir o suficiente para atender sua demanda. No caso de conhecer com exatidão a necessidade de estoque, isso possibilita manter menor espaço físico.

Além do espaço físico necessário para a armazenagem, a empresa deve definir também a localização do espaço, mantendo fácil acesso tanto para o fornecedor na hora da entrega quanto para a utilização do material.

Determinada a sua localização, a armazenagem deve ter um tamanho adequado, levando em consideração não apenas o tamanho, mas também a segurança dos itens armazenados, tomando os devidos cuidados para garantir que os suprimentos estejam dentro da conformidade na hora de sua utilização.

A avaliação do estoque na armazenagem

Para garantir redução de custos com a armazenagem é imprescindível uma gestão correta de estoques, mantendo a quantidade dentro dos limites mínimos, permitindo atender à demanda sem parada de produção.

A gestão do estoque é uma das atividades mais importantes na armazenagem, já que os itens representam um capital investido, que deve ser aplicado da melhor forma possível.

A empresa deve manter uma perfeita gestão de estoques na armazenagem, podendo obter informações exatas sobre quantidade existente, atualizando os valores periodicamente, conferindo os itens armazenados e analisando as eventuais perdas ou descarte de material.

O valor do estoque na armazenagem deve ser feito tanto através das fichas de controle de cada item no sistema quanto por meio do inventário físico, fazendo sua avaliação pelo método de custo médio.

O custo médio é o mais aplicável para a armazenagem, garantindo um valor mais próximo da realidade, uma vez que outros sistemas, como o FIFO e o LIFO apresentam valores diferenciados.

Através do custo médio, a avaliação da armazenagem se torna mais simples, permitindo ter um moderador de preços, eliminando as flutuações que podem ocorrer através do tempo.

A metodologia de custo médio na armazenagem permite fixar os preços médios entre entradas e saídas, baixando os itens pela quantidade da própria ordem de fabricação e mantendo os valores sempre através da compra de novos itens de matéria prima ou de suprimentos.

Dentro do cálculo de custo médio, a empresa pode também aplicar a curva ABC na avaliação da armazenagem, já que esse sistema permite melhor tomada de decisões com relação a compra de itens necessários para a produção. A curva ABC pode ser aplicada tanto para avaliação dos estoques quanto da produção e da venda de mercadorias e produtos.

A grande eficácia da curva ABC na avaliação da armazenagem está na diferenciação dos itens de estoque, principalmente com relação ao custo dos produtos fabricados. Através da curva ABC é possível classificar os itens por grau de importância, considerando-se os materiais imprescindíveis, os itens que são necessários mas que não atrapalham o funcionamento da empresa e os itens menos exigidos na produção.

Dentro da logística, a armazenagem deve ocupar o lugar de destaque, mantendo a correta avaliação, conhecendo os itens armazenados e verificando sempre as melhores condições de fornecimento para a produção, trabalhando no sentido de evitar custos elevados, ao mesmo tempo em que a demanda possa ser atendida.

A empresa não pode perder o controle de seu estoque, seja financeiramente ou fisicamente, sabendo exatamente o que possui e o que precisa, classificando os itens da armazenagem de acordo com seu grau de importância e dando a atenção necessária à produção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *