A armazenagem e suas múltiplas funções

Na armazenagem, como um conjunto de atividades necessárias para qualquer empresa industrial ou comercial, encontramos diversas funções, como a recepção, a descarga, o carregamento, a arrumação e a conservação dos materiais, dividindo-os entre insumos, matérias primas, produtos semiacabados e produtos acabados.

O processo de armazenagem envolve todos os itens necessários para a produção e comercialização, produzindo resultados positivos quando apresenta valor agregado, mantendo os compromissos com os objetivos da empresa e oferecendo as melhores soluções para redução de custo e agilidade na produção.

Na prática, a armazenagem só consegue essas condições quando apresenta resultados que influenciam em seus custos, mantendo a importância relativas dos mesmos.

Atividades que compõem o sistema de armazenagem

As atividades que compõem o sistema de armazenagem podem ser resumidas na seguinte ordem:

Recebimento

O recebimento é composto por um conjunto de operações, envolvendo desde a identificação do material recebido, sua análise e a verificação da documental fiscal, a inspeção e a aceitação formal, desde que esteja nas condições do pedido.

Estocagem

Na estocagem temos um outro conjunto de operações, desta vez relacionadas com a guarda do material, definindo a classificação dos estoques, subdividida em estoque de produtos em processo, estoque de matérias primas e de materiais auxiliares (ou insumos), estoque operacional, estoque de produtos acabados e estoques de materiais administrativos.

Distribuição

A distribuição da armazenagem está relacionada com a expedição, envolvendo processos como a acumulação do que foi recebido, a embalagem que deve ser adequada e a entrega do produto ao seu destino final. Nessa operação é exigida a nota fiscal de saída para manter o controle de estoque.

Tipos de armazenagem

Existem dois tipos de armazenagem: a temporária e a permanente. A temporária tem o objetivo de conseguir uma maneira de arrumação mais fácil, como a instalação de paletes para a armazenagem direta, enquanto que a permanente oferece um local pré-definido para o depósito dos materiais, determinando sua disposição e garantindo a organização do armazém.

Vantagens e desvantagens da armazenagem

Entre as vantagens de uma correta armazenagem, dentro dos padrões de organização, podemos destacar as seguintes:

  • Correto aproveitamento do espaço;
  • Redução de custos de movimentação e do número de itens no armazém;
  • Facilidade na fiscalização do processo de armazenagem;
  • Redução de perdas e avarias;

Como desvantagens no processo de armazenagem, podemos lembrar:

  • Capitalização de valores que podem ser investidos em outros objetivos;
  • Serviços administrativos recorrentes;
  • Prazo de validade das mercadorias em determinados casos;
  • Máquinas e tecnologias a serem aplicadas em armazéns de grande porte.

Movimentação na armazenagem

A movimentação na armazenagem é a operação de deslocamento de materiais no interior de sua instalação, podendo ser realizada de três maneiras:

  • Movimentação manual, em operações executadas apenas com a força humana e, em algumas situações, com a ajuda de máquinas;
  • Mecanizada, numa operação realizada por equipamentos;
  • Automatizada, quando a operação é realizada por computadores.

A armazenagem, portanto, é um conjunto de operações que insere atividades as mais diversas, desde sua recepção, descarga, carregamento, arrumação e conservação de matérias primas e produtos.

Cada atividade dos serviços de armazenagem deve ser complementar, permitindo a correta movimentação e o armazenamento adequado de todos os itens, possibilitando sua utilização de forma otimizada, garantindo à empresa condições de reduzir os custos, de manter a quantidade adequada de itens no estoque e possibilitando o correto atendimento dos clientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *