As dificuldades da logística no setor de medicamentos

Quais as dificuldades da logística no setor de medicamentosVocê que acompanha o nosso site, já deve ter percebido o quanto a logística é muito importante para em diversos setores do mercado, pois auxilia, e muito, para que alguns processos, como o de transportes e entrega, por exemplo, possam acontecer e fluir com equilíbrio. Dessa maneira, nenhum prazo irá sofrer alterações e, assim, conquistar a credibilidade dos clientes.
Mas um setor muito importante em nosso cotidiano é o de medicamentos. Uma grande porcentagem destes medicamentos é consumido nas farmácias brasileiras, em muitos casos, sem a orientação médica. Mesmo assim, ajudam a aumentar esse número cada vez mais.


Para que o sistema funcione e os remédios cheguem até você, os fabricantes fazem uso do sistema de logística para que tudo funcione da melhor forma possível.
Mesmo observando toda essa tendência em consumo, as empresas do setor acreditam que investir em uma parceria que realize esta tarefa é a melhor solução do que apostar seus esforços na implementação da logística internamente. Abrindo, dessa maneira a possibilidade de oportunidades de negócio para as empresas que trabalham com logística.
Outra novidade anunciada pelo setor para a área de medicamentos é que toda a cadeia de suprimentos precisa ser revista, pois, a tecnologia da impressão 3D está chegando e auxiliando na produção e na pesquisa de medicamentos e instrumentos cirúrgicos. A preocupação dessas empresas deve estar focada no que é prioridade nesse universo em que os cartuchos de tinta serão os principais elementos de uma cadeia de suprimentos.
Outro detalhe importante a ser mencionado ao utilizar esta tecnologia é a redução de tempo no desenvolvimento e na produção dos produtos, fato este vem para agilizar os processos de trabalho. Além disso, facilita na distribuição dos medicamentos e a entrega acontece mais rapidamente, como sabemos, isso trará pontos positivos na relação da marca com o cliente.

As vantagens da rápida distribuição
Com a tecnologia auxiliando no que diz respeito sobre a agilidade da produção de suprimentos farmacêuticos, outro ponto que se sobressai, como dito anteriormente, está no custo-benefício na hora do produto chegar até o revendedor e, consequentemente no cliente final. Aliás, é aqui nesse ponto que você saberá se a sua estratégia de distribuição realmente foi positiva. Um produto que chega as mãos do cliente antes do prazo que lhe foi prometido ser entregue, ganha mais do que pontos positivos, ganha a confiança e a credibilidade que não podem ser apagadas tão rapidamente.
A essas mudanças estratégicas, os especialistas classificaram em três etapas:

  • A relação com a redução de custos: produzir mais, com um custo menor;
  • As mudanças logísticas globais: estar atento a todo o processo pelo qual os transportes passarão durante o sistema de entregas e estar atento aos problemas que surgirem no caminho, assim como, uma rápida tomada de decisão caso eles aconteçam;
  • As alterações visando o crescimento: algumas adaptações na rotina, com o objetivo do reaproveitamento do tempo que trarão benefícios a longo prazo.

Região Sudeste no comando da ação
O grande nicho em que se concentra esse mercado de medicamentos está na região Sudeste do Brasil, ou seja, tudo começa por ali e é por onde a distribuição começa a acontecer. Por isso, o sistema logístico tem que estar muito bem detalhado e preparado para interagir com as demais regiões.
Isso se deve porque, de acordo com especialistas, as regiões Norte e Nordeste estão ganhando um ritmo bastante acelerado de crescimento nesse setor, ou seja, de consumo em medicamentos, se comparadas com as demais regiões. Por conta disso, devem ganhar mais atenção nos próximos anos.
Fato que também pode ser interpretado como uma preparação maior no setor logístico, visto que, o Brasil depende bastante do setor rodoviário para a realizar transporte de mercadorias e não é mistério para ninguém que nossas estradas vivem em situações precárias. Dessa maneira, a logística precisa estar preparada para eventuais problemas de percurso e precisa saber lidar caso um imprevisto aconteça e prejudique o tempo de entrega dos produtos.
Para termos uma ideia desse crescimento de mercado, de acordo com o relatório da análise dos mercados farmacêuticos brasileiros da Thomson, estima-se que, em 2050, com o avanço do envelhecimento da população, as despesas com saúde possam atingir de 10% a 15% do PIB total.
Um grande desafio que podem interferir nesses números é o fato de que países como a China, a Índia, a Coréia do Sul e o Japão, atuam livremente sem se envolver com acordos comerciais de núcleos globais. Por isso, necessita-se que sejam criados acordos para que se harmonize essa situação, para que dessa forma seja possível se reduzir taxas burocráticas de transação de mercadorias entre países, principalmente nesses citados acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *