Como funciona a logística integrada?

Você já conferiu por aqui os diversos tipos de serviços e produtos que fazem parte dos grandes centros de armazenagem, assim como, suas principais funções, vantagens e que, em alguns casos, é possível ser implementado com um custo adaptável ao orçamento das grandes empresas.

Como funciona a logística integrada

Além disso, outro segmento que se deve levar em conta quando falamos em sistemas de armazenagem, faz relação aos sistemas de logística, pois, nos últimos tempos o relacionamento entre clientes e as marcas passou por grandes mudanças e transformações, visto que, a aproximação entre ambos está diminuindo cada vez mais.

Talvez o maior fator que envolva essas grandes transformações seja o fato de que os consumidores não ficam no aguardo da divulgação de ofertas e promoções das marcas, como outrora, mas sim, realizam esta busca específica quando necessitam investigar sobre valores e preços, realizando pesquisas em busca de produtos com mais qualidade, além de preços diferenciados e novas experiências. Dessa maneira, as grandes corporações, cada vez mais, necessitam se adaptar a este novo tipo de consumidor, assim como, reduzir custos e agilizar todos os seus processos no que diz respeito nos serviços que envolvem o contato direto com os clientes. A todo esse processo de mudanças de paradigmas e a aproximação contínua com os clientes, chamamos de Logística Integrada.

Definição

Em termos de significados, é possível conceituar uma espécie de integração por todo o processo em que se relaciona a logística, partindo desde a pré produção, lá no popular “chão de fábrica”, até que o produto seja entregue nas mãos do cliente. Para isso, as corporações que desejam implementar a logística integrada, necessitarão de um sistema capaz de realizar o controle em todo o fluxo logístico, para assim organizar essa série de atividades. Após isso, é preciso que se defina exatamente quem serão os responsáveis pelas diversas funções envolvidas, como nos setores de planejamento, implementação e que controle cada etapa, para dessa maneira, dar mais agilidade ao processo no caso de ocorrer possíveis imprevistos, assim como, numa espécie de precaução dessas possíveis falhas.

Dessa maneira, para auxiliar no processo de implantação deste tipo de logística, é possível dividir em outras áreas, como:

  • Fluxo dos materiais: essa é a categoria que vai trabalhar diretamente com a entrada e saída de matérias-primas, assim como, na administração delas para evitar desperdícios e realizar o máximo de aproveitamento dos materiais. Outra atividade que compete a quem for trabalhar com esta função dentro da logística integrada é ter a habilidade e capacidade de saber negociar a melhor forma de adquirir e providenciar sistemas de transporte, da mesma forma em que será capaz de garantir a qualidade em todo o processo, que inclui desde a chegada do produto no consumidor final, assim como na entrada e saída destes dos centros de armazenagem e distribuição. Outra característica bastante importante para quem for gerenciar essa área, diz respeito ao bom relacionamento com os fornecedores e saber agilizar todo o processo de produção. Com esta função andando dentro dos conformes e com eficiência, dessa maneira, as empresas terão condições de controlar a quantidade de produtos que precisarão manter dentro dos centros de distribuição e estoques e qual será a prioridade do tipo de material ou produto que precisarão adquirir com uma maior urgência, quando se necessita realizar compras. Da mesma forma, que o profissional responsável por esta função deverá realizar o controle do tempo de chegada destes itens para que não atrase o processo num todo.

 

  • Circulação das matérias-primas: esse setor envolve as funções do profissional que será o responsável por realizar atividades que envolvam o deslocamento de matérias-primas e insumos que sejam capazes de agilizar toda a linha de produção. Da mesma forma que o item anterior, tendo um controle sobre os desperdícios, da mesma forma que não permitirá que falta material para dar continuidade no processo produtivo. Outra característica que diz respeito a esta função, envolve todo o processo de deslocamento dos materiais, assim como, auxiliar para que eles cheguem até o setor de expedição com a máxima qualidade. Também é atribuição deste responsável garantir que o tempo gasto em todo este processo na logística seja eficiente e evite possíveis atrasos.

 

  • Transporte e distribuição: é nessa categoria que acontece a finalização de todo o processo, ou seja, é com esta atividade que o produto ou mercadoria chega até o seu destino final, tanto com pontos de distribuição, como nos pontos de vendas com destino ao consumidor final. Tudo dentro dos padrões exigidos com qualidade e preço competitivo.

 

Em termos gerais, a logística integrada está sendo usada quando as empresas necessitam realizar com mais agilidade processos que envolvem grandes deslocamentos e armazenamento. Além disso, esse sistema pode ser explicado de maneira bastante simplória, por exemplo, quando se faz uma listagem de todas as funções e etapas da logística dentro de uma organização, desde o princípio do processo produtivo, passando pelos setores e estabelecimentos que realizam as vendas, por fim, até chegar ao consumidor final. Ou seja, a logística integrada traz um envolvimento de toda a inteligência e as estratégias que envolvem a organização e seu processo de trabalho.

Hoje vimos um pouco sobre o sistema de logística integrada, suas principais funções e de que maneira pode auxiliar na agilidade dos processos das empresas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *