Como montar um sistema de armazenagem

17-sistema-de-armazenagem

Um sistema de armazenagem bem montado é essencial para a logística da empresa, principalmente com vistas a redução de custos. Para as empresas, é importante manterem espaços físicos adequados, tornando o estoque o mínimo possível e reduzindo os custos de investimento e de quantidade de itens.

No entanto, a manutenção de um estoque no sistema de armazenagem pode servir como redutor de custos para o setor de logística, permitindo a maximização de transportes, reduzindo os custos com esse tipo de serviço.

Em muitas empresas, a filosofia “Just in time” pode aliviar o sistema de armazenagem, mas é também muito importante que a demanda seja atendida dentro das necessidades e, nesse caso, é necessário manter fornecedores que possam garantir o suprimento adequado para que o método possa funcionar adequadamente.

Espaços físicos para o sistema de armazenagem

O espaço físico para o sistema de armazenagem é um ponto importante para que a empresa tenha condições de produzir e de atender a demanda. Caso a demanda seja conhecida com exatidão, podendo os itens serem fornecidos dentro dos prazos, o espaço físico pode ser menor para manter o estoque.

Os custos do sistema de armazenagem, nesse caso, podem ser reduzidos através de quatro pontos chave:

  • Redução de custos de transporte e produção;
  • Coordenação entre suprimento e demanda;
  • Apoio ao processo de produção;
  • Eficiência no marketing.

Assim, uma empresa que trabalhe com produtos sazonais, deve manter alguns produtos essenciais em estoque fora da safra, podendo manter seu funcionamento durante o ano todo e, no caso de produtos que exigem tempo de maturação, podendo manter as mercadorias finais até sua venda. Nessas situações, o sistema de armazenagem precisa de espaços adequados para que a empresa possa funcionar durante todo o tempo.

Onde manter o depósito para o sistema de armazenagem

A localização dos depósitos para o sistema de armazenagem deve ser aplicada levando-se em conta a acessibilidade, tanto para o fornecedor quanto para a empresa, podendo funcionar, ao mesmo tempo, como centro de distribuição, reduzindo os custos para a empresa. Nesse caso, também é necessário um bom planejamento, já que, se for necessária uma ampliação, deve haver espaço suficiente para isso.

A empresa deve analisar também a possibilidade de alocar um depósito para o sistema de armazenagem, se isso for mais conveniente para seu sistema logístico. Desta forma, todo o planejamento deve ser feito com antecedência, procurando voltar-se para a redução de custos e otimização dos serviços.

Avaliação do estoque no sistema de armazenagem

O sistema de armazenagem exige ainda uma correta gestão de estoques, com a busca constante de redução de investimentos, agindo de forma a mantê-lo o mais baixo possível e dentro de níveis de segurança para atender à demanda.

A avaliação do estoque permite assegurar que o capital aplicado seja o mínimo possível e de acordo com as políticas da empresa, garantindo que sua valorização reflita o seu conteúdo.

Ainda é essencial a perfeita avaliação financeira para oferecer informações exatas sobre o sistema de armazenagem de matérias primas e produtos em estoque. O valor real desse estoque é levantado através dos processos de controle de cada item e do inventário físico. Nessa avaliação é possível trabalhar com os valore pelos métodos de custo médio, FIFO e LIFO.

  • FIFO: nesse método, o primeiro produto que entra é o primeiro que sai, podendo utilizar seus valores para a contabilização;
  • LIFO: o método LIFO considera o primeiro a sair ser o último a entrar em estoque, utilizando seus valores para a contabilização;
  • CUSTO MÉDIO: a avaliação pelo custo médio é a mais usada, já que seu procedimento é bastante simples, atuando como moderador de preços e eliminando possíveis flutuações.

Ainda existe a curva ABC, que é utilizada para avaliação de estoques, produção, vendas, salários e outros itens constantes e necessários para o sistema de armazenagem.

Na curva ABC encontramos eficácia na diferenciação dos itens de estoque para o seu controle e seu custo, classificando os itens da empresa pelo seu grau de importância, sendo os materiais para seu funcionamento classificados como A, nos itens que são necessários; B para os itens que a falta em estoque não prejudique o funcionamento; e C para itens que não são considerados para a produção.

O sistema de armazenagem exige uma rigorosa avaliação, procurando definir seus objetivos e avaliando o que é necessário e qual o melhor método para trabalhar.

Como em todos os processos industriais e comerciais, a empresa deve voltar-se para a maior produtividade e a redução de custos, podendo atuar com mais desenvoltura no mercado. O sistema de armazenagem, no processo como um todo, pode gerar economia de custos em torno de 40% quando bem administrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *