Como usar os paletes no sistema de armazenagem

Conheça melhor os paletes na armazenagem.

O sistema de paletes é uma das melhores maneiras de organizar a armazenagem, disso não resta dúvida. Sua versatilidade permite manter todos os produtos e itens necessários tanto para indústria quanto para o comércio, sem esquecer a área de construção civil.

Neste post você vai conhecer as diversas formas de aplicar os paletes no sistema de armazenagem, possibilitando maior controle, menor custo e melhor organização daquilo que você precisa no seu comércio, na sua produção ou construção.

1.     Estruturas porta paletes na armazenagem

As estruturas porta paletes são sistemas que apresentam diversas conformações de prateleiras. Diferentemente de estruturas porta gaiolas, essas estruturas podem sustentar grande número de paletes, utilizando os níveis entre as colunas das prateleiras.

Estruturas porta paletes podem atingir, no modelo padrão, entre 8 e 10 metros de altura, ou mais do que isso, permitindo sua expansão para prateleiras de até 12 metros. Em operação automatizada, num armazém de pé direito mais alto, as estruturas podem atender qualquer necessidade.

Em casos de necessidade, através do suporte de profundidade, os paletes podem atender a armazenagem transversal.

2.     Estrutura porta paletes para corredores estreitos

Em locais que exigem corredores estreitos, o sistema de estrutura de paletes pode oferecer todas as características de desempenho para alturas acima de 10 metros, deixando os corredores livres.

O sistema de armazenagem por paletes em corredores estreitos é perfeito para quem precisa ocupar mais o espaço para corredores de trabalho, servindo para grandes alturas de armazenagem, principalmente em situações onde o espaço disponível é limitado ou quando é necessário maior desempenho na movimentação.

3.     Prateleiras individuais na armazenagem

Uma variante do sistema porta paletes na armazenagem é a estrutura porta gaiolas, sustentadas entre duas colunas em cada nível, mantendo uma unidade por compartimento. Os perfis de ângulo dispostos em profundidade oferecem maior apoio, ganhando-se mais espaço através da descontinuidade.

4.     Prateleiras altas na armazenagem

Na armazenagem onde isso é permitido, pode-se aplicar estruturas altas, fixando-se as prateleiras diretamente no telhado e nas paredes. Os depósitos podem ser controlados automaticamente, permitindo alcançar até 40 metros de altura. Nesse modelo pode-se gerar grande economia de espaço, além dos custos reduzidos para sua implementação.

5.     Estruturas móveis na armazenagem

Estruturas de armazenagem móveis são montadas por prateleiras de paletes, tanto para porta paletes quanto para porta gaiolas, ou mesmo estantes cantilever, montadas sobre suportes móveis.

Essas estruturas são montadas sobre suportes móveis, podendo ser conduzidas através de motores através de trilhos para o local onde for determinado.

Com as estruturas móveis para armazenagem é possível economizar corredores de trabalho, que podem ser convertidos em locais para depósito de outros materiais. O comando pode ser feito através de um painel de distribuição, a partir de cada prateleira ou por comando remoto.

6.     Estrutura dinâmica na armazenagem

Se a empresa utiliza o método FIFO de armazenagem, poderá aplicar estruturas dinâmicas, com esteiras rolantes que garantem a movimentação de mercadorias de forma independente para o local de sua retirada.

Dessa forma, nenhum item armazenado passa do tempo de validade, evitando perda de material e criando um sistema de armazenagem muito mais compacto.

7.     Prateleiras push back na armazenagem

Na estrutura push back, as colunas são dispostas em sequência, montando um canal de distribuição, com inclinação nos próprios canais e colocando-se as mercadorias nas prateleiras com empilhadeiras retráteis.

8.     Estruturas drive in e drive thru

Nas estruturas do tipo drive in e drive thru, os itens são armazenados em sequência na profundidade das prateleiras, sobre duas fileiras.

Para entrada e saída dos itens é mantido um ciclo por endereço, da forma mais conveniente para o controle e, dessa forma, os veículos podem entrar nas posições dos paletes da prateleira.

Em estruturas drive in, o comando deve ser feito através do sistema LIFO de armazenagem, enquanto no sistema drive thru, o método é o FIFO. Em matéria de desempenho de movimentação, a estrutura drive thru permite maior velocidade, quando comparada com a estrutura drive in.

9.     Estrutura de armazenagem de canal com shuttle

O sistema de armazenagem compacto com shuttle é uma solução eficaz para o armazém, composta por módulos de prateleira de canal, permitindo o tráfego de carrinhos independentes.

Nesse sistema de armazenagem é possível ampliar a eficiência dos sistemas de armazenamento compacto, gerando economia de espaço em razão da retirada de corredores de trabalho, conseguindo-se otimização em relação à capacidade de movimentação e à utilização do espaço para conservação da carga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *