Diferenças entre estocagem e armazenagem

Na maior parte das vezes usamos tanto a palavra estoque quanto armazenagem para nos referirmos a um mesmo processo: guardar produtos, matérias primas, insumos e mercadorias a salvo de intempéries, de possibilidade de roubo ou de danos físicos que possam prejudicar sua integridade.

Contudo, os conceitos são um pouco diferentes e, para compreender as principais características de cada um dos termos, precisamos antes ter conhecimento sobre a estrutura tanto de estoque quanto de armazenagem.

Um armazém, por exemplo, é uma edificação, uma estrutura montada que serve para a armazenagem de uma determinada quantidade de materiais que serão utilizados tanto para a fabricação de produtos quanto para sua venda, já que nele também podem ser guardas os produtos semiacabados e acabados.

O estoque, por sua vez, refere-se ao que está guardado dentro do armazém, ou seja, é o conteúdo do armazém.

O armazém, portanto, é o local em que se guarda o estoque de diversos produtos, mercadorias e matérias primas, devendo se referir ao depósito de armazenagem, com sua estrutura física, paletes, divisórias, empilhadeiras, carrinhos, prateleiras, porta-paletes e sistemas de gestão de estoques, enquanto que os estoques são os itens ali armazenados.

O sentido das palavras estoque e armazenagem

Podemos compreender melhor as diferenças entre estoque e armazenagem através do significado dessas palavras no dicionário:

  • Estoque é a quantidade de mercadorias, a quantidade de produtos armazenados para determinados fins, como venda, produção ou utilização em serviços;
  • Armazenagem é a ação de guardar, de reter um determinado bem dentro de um local apropriado, ou seja, um armazém.

Assim, quando você tiver qualquer dúvida com relação aos termos apresentados, procure se lembrar de que estoque é o que está dentro do armazém, sendo todo o grupo de produtos depositados na armazenagem, ou seja, dentro de uma edificação denominada armazém.

Vantagens e necessidades da armazenagem para a empresa

Agora que os conceitos estão entendidos, vamos entender a importância da armazenagem para a empresa: o conceito de armazém tem o objetivo de maximizar a produtividade, trazer melhorias ao sistema produtivo, proteger e controlar o sistema e os produtos de perdas e possíveis avarias, utilizar de forma racional os equipamentos e energia, maximizar a aplicação de mão de obra e melhorar a utilização de equipamentos.

Além disso, a armazenagem também serve para utilizar um espaço determinado, onde são estocados todos os itens necessários para o processo produtivo, permitindo melhor acesso aos clientes internos da empresa, servindo todo o conjunto para reduzir custos e investimentos e oferecendo melhores condições para que a empresa possa realizar seu processo produtivo.

No sistema de armazenagem, o estoque deve ser distribuído em lotes dos mais diversos tamanhos e quantidades, para atender as necessidades da empresa, sendo, portanto, um dos elementos mais importantes da logística empresarial. Por trás disso tudo, temos a gestão de estoques, que tem como função principal receber, identificar, conferir, endereçar, embalar e expedir os itens estocados.

Durante muitos anos, a armazenagem era voltada para o uso de uma área horizontal, com foco maior na largura e comprimento, deixando de analisar a possibilidade de uso na altura. Com o passar do tempo e com a necessidade de uso de menos espaço físico, as empresas começaram a dar mais atenção à armazenagem, trocando os métodos de armazenamento e buscando soluções mais práticas e assertivas, adaptando-se às novas tendências e racionalizando o sistema de logística.

Essa racionalização partiu do princípio de que a armazenagem deve atender com maior dinamismo todas as necessidades de produção e, à medica que cresce a demanda e o sistema de armazenagem fica mais caro, tanto em razão do espaço quanto em razão da ocupação do solo, a alternativa que vem tomando conta é a aplicação de paletes e sistemas porta-paletes nos armazéns, possibilitando estocar os bens e produtos em blocos mais altos, utilizando para sua movimentação equipamentos mais sofisticados e, dessa forma, reduzindo custos para o sistema produtivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *