A Gestão de Estoques em Supermercados

Sistemas de Armazenagem em Supermercados

Os supermercados começaram a ser implantados no Brasil ainda na década de 40, e sempre utilizaram sistemas de armazenagem para seu gerenciamento de estoques, com a chegada de grandes grupos estrangeiros no país, no entanto, os registros dos primeiros que foram inaugurados são do início da década de 50, nas grandes capitais brasileiras como São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. A regulamentação de empresas na categoria supermercado, porém, só se deu em novembro de 1968, com uma lei promulgada em São Paulo.

As regiões sul e sudeste são atualmente as que mais possuem redes de supermercado em funcionamento. Essa realidade se deu em virtude de uma série de fatores que acompanham o desenvolvimento da economia nacional. Até meados da década de 80, por exemplo, era comum que as cidades tivessem supermercados próprios e cada qual tinha seu proprietário. Após esse período grandes grupos começaram a adquirir esses supermercados, que passaram a ser filiais de grandes redes em cada local, um exemplo disso é o Wallmart, uma rede estrangeira que adquiriu mercados em todo o Brasil.

Na questão de logística, os preços estáveis e a grande concorrência fizeram os empresários do ramo de suprimentos se preocuparem com diversos aspectos como a eficiência operacional em detrimento do enfoque financeiros. A rede Wallmart foi referência nesse segmento e acaba ditando aquilo que os concorrentes também realizam.

A automação foi demasiadamente importante para que os supermercados pudessem melhorar seu gerenciamento de estoques, implantando sistemas como o WMS, que com o auxílio da informática faz uma catalogação dos produtos e os separa em categorias, como alimentos, produtos de limpeza, hortifrúti, granjeiro, açougue, material escolar, artigos para o lar e etc.

Outro software muito utilizado juntamente com os sistemas de armazenagem em supermercados é o Electronic Data Interchange – EDI. Esse sistema possibilita um rápido envio dos dados dos produtos adquiridos para o sistema de estoque. Veja o exemplo de uma situação em que isso ocorre: uma pessoa vai até um supermercado e compra cinco garrafas de refrigerante. Ela vai até o caixa e quando o funcionário dá baixa no produto, instantaneamente cinco garrafas são descontadas do estoque do mercado. Desse modo, a pessoa responsável pelo setor de reposição do estabelecimento saberá que deve repor cinco garrafas nas prateleiras para que outros clientes adquiram novos produtos. Já o setor de compras, saberá que deverá repor essa mercadoria nos estoques. Os sistemas de armazenagem como prateleiras de ferro, são as mais ideais para o estoque de produtos em grandes armazéns.

Em supermercados informatizados há uma maior facilidade na gestão de estoque e podemos observar como essa atividade é importante, pelo fato de envolver e sustentar o trabalho de diversas outras áreas, como o setor de compras, reposição e caixa. Além disso tudo, a gestão de estoques informatizada possibilita que sejam emitidos diversos relatórios, fazendo com que possíveis erros sejam vistos e corrigidos com eficiência e maestria.

Os sistemas de armazenagem podem ser adaptados e construídos de acordo com a necessidade de cada mercado. Um exemplo dessa adaptação são as caixas de leite. Esse tipo de produto é bastante perecível e os fabricantes recomendam um empilhamento máximo de caixas, então a prateleira pode ser projetada com altura para abrigar apenas a quantidade permitida, não possibilitando um empilhamento maior, mesmo que seja vontade do estoquista descumprir a regra.

O processo de picking também pode ser realizado por estoquistas de supermercado. Por exemplo, com a catalogação eletrônica o funcionário responsável pela reposição de prateleiras pode localizar rapidamente o produto desejado no estoque e leva-lo até o ponto de venda. Em casos de grandes hipermercados, é utilizado também o voice picking, técnica que já abordamos aqui. No supermercado, o voice picking pode ser utilizado de modo que um gerente de estoque realize uma gravação no início do dia com os produtos que devem ser repostos nas prateleiras naquele dia e os operadores, em seguida, ouvem as instruções através de fones de ouvido e realizam o trabalho proposto.

Vimos então mais um ambiente em que os sistemas de armazenagem podem ser úteis. Em grandes supermercados gerenciar um estoque é uma atividade bastante complexa e que necessita de cuidados especiais. A logística e os sistemas de armazenagem são fundamentais para o bom andamento dos estoques em mercados, desde pequenas mercearias até grandes redes de hipermercados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *