Metodologias de Gestão de Estoque com Sistemas de Armazenagem

Metodologias de Gestão de Estoque com Sistemas de Armazenagem

Os sistemas de armazenagem estão fortemente ligados e relacionados às metodologias de gestão de estoque nas indústrias. Gerenciar estoques em empresas não é tarefa das mais simples ou fáceis e essa, geralmente é uma atividade realizada por técnicos em logística ou profissionais com formação acadêmica em áreas afins.

Para melhorar a qualidade na gestão do estoque em indústrias, diversos teóricos e estudiosos da área desenvolveram diferentes metodologias que se aplicadas podem aumentar a competitividade perante a concorrência e diminuir efetivamente os custos da organização. Não há, no entanto, uma metodologia considerada a melhor ou a mais eficaz para esse procedimento, pois cada empresa é única e tem suas características particulares. Cabe aos gestores de cada organização definir qual sistema será aplicado em sua empresa, podendo também não seguir a metodologia à risca como foi definida pelos teóricos, mas sim adaptando de acordo com sua realidade ou até mesmo pegando diversos elementos e criar sua metodologia própria.

Quanto aos sistemas mais utilizados e conhecidos, sabe-se que, a grande maioria, teve surgimento no Japão e foram adaptados por profissionais de logística quando chegaram no Ocidente. Falaremos brevemente a seguir, um pouco das principais metodologias para gestão de estoques utilizadas no Brasil.

Um dos programas mais adotados pelas empresas a nível mundial é o famoso 5S, que tem como principais princípios eliminar perdas e desperdícios nas organizações e educar os colaboradores que operam sistemas de armazenagem a prezar sempre pela qualidade. O programa 5S tem origem em cinco palavras japonesas: seiri, seiton, seiso, seiketsu e shitsuke, que significam respectivamente senso de utilização, senso de organização, senso de limpeza, senso de saúde e senso de disciplina. Cada uma das palavras propõe uma série de ações na empresa, as quais abordaremos brevemente em outra postagem aqui no site.

Outro sistema de gestão muito conhecido e estudado é o Poka-Yoke que apresenta um conceito de prevenção, ou seja, são estudas e desenvolvidas estratégias para que os operários dos armazéns diminuam a ocorrência de erros devido a rotina em suas atividades. O método é bastante utilizado pelo fato de que as atividades com sistemas de armazenagem como o picking, por exemplo, são bastante repetitivas o que ocasiona em muitos erros por distração, por isso a importância de um programa com essa finalidade.

Existe também um sistema conhecido como Just-in-Time que evidencia a redução de custos dentro das cadeias logísticas. O princípio principal de tal programa é eliminar os grandes estoques e produzir apenas o necessário para determinado período pré-estabelecido. Os criadores do programa acreditam que grandes estoques, ao invés de ajudar, podem acabar prejudicando as atividades e rendimentos da organização e por isso propõem essa metodologia diferenciada de trabalho.

Entre todos as metodologias para gestão de estoque existentes destaca-se a ISO 9000, conhecida popularmente como a garantia da qualidade total na empresa. Além de auxiliar nos processos de gestão, a certificação também serve para que a empresa se posicione no mercado de forma diferenciada, se destacando das demais.

De maneira geral, podemos observar que as metodologias de gestão de estoque com sistemas de armazenagem existem para auxiliar os profissionais de logística na execução de seu trabalho. Existem diversas metodologias para trabalhar essa questão, no entanto, não há uma específica que seja considerada a melhor, pois cada uma trabalha em um formato e cada organização, por ser única, pode optar por aquela que mais lhe agrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *