Rodízios para Sistemas de Armazenagem

Rodízios para Sistemas de Armazenagem

Para indústrias que utilizam de sistemas de armazenagem e que necessitam realizar mudanças em seu layout com frequência, é recomendável o uso de rodízios em seus equipamentos. Atualmente as “rodinhas”, como o acessório é popularmente conhecido, são a solução para problemas desse tipo. No mercado, existem diversos modelos, sendo alguns de excelente qualidade e desenvolvidos para atender as mais diversas necessidades no que diz respeito a movimentação. Os pneus do equipamento devem ser fabricados em borracha maciça, que faz com que a durabilidade seja quatro vezes maior que a dos rodízios comuns e evita que fiquem marcas no piso ou superfície do armazém em que é utilizado.

Os rodízios industriais podem ser usados para o transporte de diversos tipos de carga, suportando um peso de até cerca de 6.000 quilos. Para realizar o transporte de cargas leves, geralmente são utilizados rodízios que são anexados ao local desejado através de chapas de aço zincadas e são compostos de um pino central e duas esferas. Para o transporte de cargas mais pesadas, o pino central é geralmente reforçado.

Na utilização dos rodízios para sistemas de armazenagem há um fator que muito influencia no bom funcionamento do equipamento nas empresas, a tração. Existem dois tipos de tração, a manual e a mecânica. Veremos um pouco mais sobre cada uma delas a seguir:

Tração Manual: Como o próprio nome já sugere, a tração manual é feita manualmente pelo operador do equipamento utilizado. Dessa forma, o equipamento carregado sobre as rodinhas é deslocado de um local para outro em uma velocidade que se equivale a de uma pessoa caminhando em velocidade normal;

Tração Mecânica: No caso da tração mecânica, o equipamento de armazenagem é carregado com o auxílio de reboques ou sistemas motorizados, que alcançam uma velocidade que pode chegar a ser maior que 4 quilômetros por hora. Vale lembrar, que quanto maior for a velocidade do deslocamento, maior será a necessidade de um rodízio de qualidade, por isso a importância da escolha de algo superior e durável, como os equipamentos fabricados em borracha maciça, anteriormente explicados.

Outro fator que deve ser observado ao adquirir um sistema de armazenagem com rodízios é o diâmetro da roda. Quanto mais grande for o diâmetro, menor será o esforço físico necessário para movimentar o equipamento, bem como, realizar o desvio de obstáculos, como outros objetos e pessoas que circulam pelo armazém.

O uso de rodízios para sistemas de armazenagem pode ser usado para as mais diversas finalidades, no que diz respeito a movimentação de equipamentos e peças dentro da indústria. Em casos onde é feito o picking, por exemplo, e tem-se um pedido muito grande, pode ser necessário locomover toda uma prateleira para um local reservado do armazém, desse modo, a pessoa responsável pelo picking terá espaço para dedicar-se integralmente a essa atividade.

Os rodízios também são bastante usados para carretões industriais, que são utilizados como complemento em indústrias que adotam o uso de sistemas de armazenagem, conforme já falamos aqui. As carretas com sistema bidirecional são bastante eficazes quando utilizadas nas indústrias dos mais diversos setores ou segmentos. As rodinhas utilizadas nesses carretões facilitam muito os processos de deslocamento de um local para outro e consequentemente o procedimento de picking, mundialmente conhecida metodologia de catalogação e separação de produtos em armazéns de pequeno, médio ou grande porte.

Vemos assim, o quanto é importante ter na indústria equipamentos com rodízios de alta qualidade. Para que essas rodinhas sejam de qualidade, elas precisam ser feitas em borracha maciça, pois esse material faz com que o produto dure quatro vezes mais do que a borracha comum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *