Sistemas de armazenagem e suas vantagens

14 Armazenagem

Os sistemas de armazenagem podem ser vantajosos, principalmente quando os custos logísticos se tornarem reduzidos para a empresa. A empresa deve considerar que os sistemas de armazenagem geram outras necessidades, como a contratação de pessoal qualificado e equipamentos para o manuseio dos materiais.

No entanto, há que se ver também que os estoques são necessários para redução de custos, seja de transporte ou de produção, e para melhor estabelecer a coordenação entre oferta e procura, ajudando com maior efetividade no processo de produção e de vendas.

Os sistemas de armazenagem, com isso, estabelecem condições para se criar um sistema logístico que, embora tenha o seu custo, é justificável, tornando-se economicamente importante para a empresa.

Com os sistemas de armazenagem, a empresa tem suas principais vantagens na consolidação de cargas, no cross docking e no break bulk.

Sistemas de armazenagem e a consolidação de cargas

Uma das melhores vantagens dos sistemas de armazenagem, a consolidação de cargas propicia a redução do custo de transportes, utilizando-se a capacidade de agrupar cargas, consolidando e expedindo produtos de fornecedores os mais diversos, atendendo ao mesmo tempo um número maior de clientes.

A consolidação de cargas traz substancial econômica na negociação de fretes e custos, agiliza o processo de entrega e reduz o congestionamento tanto no recebimento quanto na expedição. Os sistemas de armazenagem, utilizando a consolidação de cargas, pode manter também a consolidação dos estoques, de veículos, de espaços de armazenamento e atender as sazonalidades.

  • Com a consolidação dos estoques, a empresa estabelece quantidades de armazenagem dependendo da demanda, possibilitando embarques definidos ou cargas completas;
  • Com a consolidação de veículos é possível fazer mais de uma coleta ou entrega, num mesmo veículo, alcançando economia em combustível e tempo;
  • Consolidando o espaço de armazenamento, a empresa pode estabelecer os critérios para pequenos ou grandes embarques, desmembrando melhor os volumes;
  • Na consolidação de sazonalidade é possível estabelecer melhores roteiros para os embarques, atendendo com maior brevidade todas as encomendas.

Sistemas de armazenagem e operações de break bulk e cross docking

As operações conhecidas como break bulk são as vendas no sistema de atacado, enquanto o cross docking são as vendas no varejo, e assemelham-se às operações de consolidação de cargas.

No primeiro caso, quando se trabalha no atacado, a operação é diferenciada, atendendo diversos clientes, sendo importante destacar que as quantidades são separadas e remetidas a clientes individualizados.

Enquanto isso, nas operações de varejo, embora similares à anterior, a carga envolve diversos fabricantes, atendendo também clientes individualizados. No caso de cross docking, a movimentação é de cargas completas, e não fracionadas, o que reduz de forma significativa os custos de processo de suprimento e distribuição.

Nos sistemas de armazenagem cross docking, deve-se combinar estoques de diversas origens, determinando sua entre para um mesmo cliente, sendo esse o sistema mais utilizado pelos varejistas, para reabastecer seus estoques de forma mais rápida, atendendo a rotatividade.

Em todos os casos, no entanto, os sistemas de armazenagem devem atender com a máxima pontualidade, separando os produtos que são recebidos e descarregados no armazém através dos seus destinos.

O cross docking é um processo que deve atender os índices mais elevados de giro de produtos e de sua condição, se perecíveis ou não, uma vez que, grande parte das vezes, os produtos nem são estocados, ou seja, apenas chegam aos armazéns, sendo remetidos diretamente para os pontos de venda, não passando pelo processo de armazenagem.

Os sistemas de armazenagem devem prever redução de tempo, de custos e de área física no centro de distribuição, permitindo, ao mesmo tempo, que os clientes tenham os estoques necessários e consigam disponibilizar seus produtos a todo momento.

Os sistemas de armazenagem devem ser conduzidos em cadeia, atendendo tanto a oferta quanto a procura, sendo de substancial importância para os sistemas produtivos e comerciais de qualquer região.

Para que serve o sistema cantilever?

Quando falamos em sistemas de armazenagem, muitas dúvidas podem aparecer e, principalmente, no que diz respeito em como proceder caso alguns problemas apareçam. Um dos grandes focos de dúvidas que podem surgir durante este processo de implantação dentro do seu centro de armazenagem é em relação a qual o tipo de estrutura que você deve implantar.

Para que serve o sistema cantilever

Para você que ainda não sabe nem por onde começar ao criar os seus centros de estoque, reunimos um grande compilado todas as principais informações no que envolve os sistemas de armazenagem.

Continuar lendo

Os Custos no Sistema de Logística

Os Custos no Sistema de Logística

Uma das principais características da logística moderna é a crescente complexidade de suas operações, além disso, essa complexidade influencia muito nos custos que as atividades de logística representam para uma organização.

 

As teorias e conceitos sobre logística, com o passar do tempo, estão mudando. Ao se falar em ocupação física, até alguns anos atrás, se tinha a ideia mais de área do que de altura. Atualmente, com os sistemas de armazenagem modernos, é cada vez mais comum ouvirmos falar em ocupação física relacionada à altura. O mau aproveitamento do espaço está se tornando uma preocupação para empresas de vários segmentos, pois ele ocasiona grandes problemas para a organização, adotando um comportamento antieconômico.

Continuar lendo

Gestão Estratégica de Diferentes Tipos de Estoques

Gestão Estratégica de Diferentes Estoques

Toda organização que trabalha com produção e venda de produtos que se preze, necessita ter um estoque para melhor administrar demais processos e os sistemas de armazenagem são peça fundamental nesse trabalho de gestão. Como as demandas são diferentes de um segmento para outro, os autores Slack et. al. classificaram os estoques de quatro formas diferentes: estoque regulador, estoque de ciclo, estoque de antecipação e estoque de canal. Vamos explicar cada uma delas mais detalhadamente a seguir:

Continuar lendo

Processamento de Pedidos no Processo de Logística

Processamento de Pedidos na Logística

O tempo que se leva para completar uma atividade na indústria representa um fator importante na definição do preço de um produto, por isso, é algo muito levado em consideração por empresários de diversos segmentos. Recentes estudos, liderados pelo teórico Ballou, dizem que os gastos com logística representam cerca de 50% e em alguns casos podem chegar a 70% do valor final do produto. Tudo isso leva a uma consideração importante: otimizar o tempo é uma atividade relevante para as organizações. Os sistemas de armazenagem servem também para a auxiliar a empresa nesse sentido, uma vez que, tendo um ambiente bem organizado, a empresa irá ter um processo produtivo mais eficaz. Além disso, softwares de WMS ou picking também permitem um melhor controle dos gestores da organização nas atividades pertinentes ao setor de logística da empresa.

Para auxiliar a indústria em seu planejamento logístico, pode-se trabalhar melhor o processamento de logística, assunto que será o tema abordado a seguir:

Continuar lendo

A Ergonomia na Indústria

A Ergonomia na IndústriaDesde a época da revolução industrial, quando muito trabalhadores deixaram a vida no campo e migraram para as grandes capitais que começaram a surgir doenças oriundas da má postura dos trabalhadores e patologias afins. Com o passar dos anos diagnosticou-se que muitas dessas doenças e dores que os trabalhadores sentiam estão relacionadas a má ergonomia que era instalada nas empresas na época, que pouco se preocupavam com questões relacionadas à saúde e ao bem-estar dos funcionários. Vale lembrar que nessa época, quando se instalava o regime fordista, era pouco comum a preocupação dos empresários com a segurança de seus colaboradores e essa cultura se estende em algumas organizações mais conservadoras até os dias atuais. Os sistemas de armazenagem, atualmente, podem servir também como instrumento para melhorar a ergonomia dos trabalhadores. O sistema carrossel, por exemplo, é um tipo de sistema de armazenagem que contribuiu para que o trabalhador não seja exposto a posições insalubres e que possam acarretar em problemas para sua saúde. Falaremos mais sobre isso nos parágrafos a seguir:

Continuar lendo

Sistemas de Armazenagem na Indústria Calçadista

Sistemas de Armazenagem na Indústria Calçadista

Indústrias dos mais variados segmentos adotam o uso de sistemas de armazenagem para melhor realizar seus trabalhos de logística e estoque. No ramo calçadista não é diferente e é esse assunto que será abordado hoje aqui no site.

Um dos principais fatores que levam as indústrias a investirem em tecnologias diferenciadas para apresentar um melhor desempenho na logística e em todo o seu trabalho de modo geral é a competitividade. Vivemos em uma época em que existem várias empresas em cada setor e estudos apontam que os consumidores são cada vez mais exigentes, ou seja, qualquer vantagem que uma empresa venha a oferecer em relação a seus concorrentes pode ser vir de chamariz para “roubar” seus clientes. No setor calçadista isso não acontece de maneira diferente e, por isso, que as indústrias do segmento estão investindo cada vez mais em ações que visem a melhorar seus produtos e condições oferecidas ao consumidor.

Continuar lendo

Armazenagem Estratégica em Centros de Distribuição

Armazenagem Estratégica em Centros de Distribuição

A logística e a armazenagem em centros de distribuição são procedimentos em constante evolução, decorrente das rápidas mudanças que ocorrem no setor devido aos sistemas de informática. Apesar disso, os sistemas de armazenagem são sempre fortes aliados da logística e contribuem para que as empresas de um modo geral possam realizar seus trabalhos com maestria.

Continuar lendo

A Gestão de Estoques em Supermercados

Sistemas de Armazenagem em Supermercados

Os supermercados começaram a ser implantados no Brasil ainda na década de 40, e sempre utilizaram sistemas de armazenagem para seu gerenciamento de estoques, com a chegada de grandes grupos estrangeiros no país, no entanto, os registros dos primeiros que foram inaugurados são do início da década de 50, nas grandes capitais brasileiras como São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. A regulamentação de empresas na categoria supermercado, porém, só se deu em novembro de 1968, com uma lei promulgada em São Paulo.

Continuar lendo

Sistemas de Armazenagem em Bibliotecas

Sistemas de Armazenagem em Bibliotecas

A informática gerou mudanças para todos os setores e não foi diferente para o setor de livros e os sistemas de armazenagem e o WMS podem ser utilizados também por bibliotecas e livrarias. Hoje falaremos sobre a aplicação de prateleiras, porta pallets e outros para a organização de bibliotecas.

De acordo com profissionais da biblioteconomia, os sistemas de armazenagem em bibliotecas devem garantir que os livros não fiquem em contato direto com a parede do local, estando a uma distância mínima de 7 cm. Tal procedimento garante a circulação de ar pelo ambiente, o que é fundamental para a boa conservação dos livros. Vale lembrar que os livros devem ser posicionados sempre verticalmente e de modo que não fiquem inclinados, pois a inclinação força a encadernação ocasionando a soltura de páginas. Outro fator importante é não apertar os livros demais na prateleira, pois isso pode causar danos as capas no momento em que um exemplar for retirado de junto aos demais. Para isso, sugere-se o uso de bibliocantos, que são aqueles suportes de metal muito comuns em bibliotecas e que separam um livro de outro. Mas cuidado, especialistas afirmam que os bibliocantos necessitam ser lisos e com cantos arredondados, caso contrário, poderão causar estragos, como arranhões, nas capas dos livros.

Continuar lendo