Tipos de armazenagem e suas aplicações

03 Armazenagem

“Al-mahazán”, palavra árabe para sótão, é que deu origem, na língua portuguesa, ao termo armazém e, consequentemente, a todos os seus derivados, como armazenamento, armazenagem, armazenar e suas conjugações.

Na atualidade, a armazenagem não é voltada única e exclusivamente para sótãos. Aliás, esse sentido foi perdido no tempo, voltando-se para as necessidades básicas das empresas comerciais, industriais e de serviços, referindo-se a espaços físicos destinados a estocar matérias primas, produtos em acabamento ou produtos finalizados, que aguardam sua transferência para pontos de vendas ou para armazéns de distribuição.

De acordo com as necessidades de cada empresa, as modalidades de armazenagem foram se diversificando, atendendo cada vez com mais eficácia as necessidades de venda, de aplicação ou de industrialização.

Armazenagem e suas modalidades

Utilizada nos mais diversos segmentos, seja no ramo comercial ou industrial, a armazenagem deve seguir os princípios necessários para o melhor atendimento do objetivo final de cada empresa.

Dentro de um processo logístico, a armazenagem deve oferecer meios para manter os fluxos de mercadorias entre os mais diversos pontos de uma rede, muitas vezes precisando de pontos de transição de um fluxo para o outro, como no caso de um ponto entre a manufatura e a transferência, ou mesmo entre a transferência e a distribuição física para chegar ao consumidor final.

A armazenagem, portanto, deve atender desde a necessidade de estocar um produto por uma permanência mais longa, como atender uma triagem de permanência mais curta, sempre com vistas à finalidade do artigo armazenado, exigindo um processo administrativo preciso e confiável, buscando reduzir custos e trazer maior lucratividade para a empresa.

Em determinadas empresas, a armazenagem é criada como um conjunto de atividades relacionadas para manter um bom abastecimento, exigindo, nesse caso, meios, métodos e técnicas adequadas, assim como um conjunto de instalações apropriadas, facilitando o recebimento, a estocagem e a distribuição de mercadorias, principalmente quando se trata de comestíveis e produtos de consumo.

Percebemos, portanto, que a armazenagem é uma das atividades mais importantes para qualquer tipo de empresa, sendo uma das etapas fundamentais de qualquer processo da cadeia de suprimentos. A armazenagem exige uma preocupação não apenas com a estocagem de qualquer tipo de material, mas sim de uma administração lógica e eficiente, evitando desperdícios e perdas, reduzindo etapas para gerar maior produtividade.

Funções específicas da armazenagem

Devemos considerar na armazenagem algumas funções específicas, como é o caso da consolidação e desconsolidação. Segundo especialistas em armazenagem, estas são as principais funções aplicadas no sistema de armazenamento.

A consolidação, na armazenagem, é aplicada nos casos em que existe necessidade ou conveniência de estocar produtos por um tempo maior, situação em que o armazém deve apresentar um layout e equipamentos de movimentação adequados para esse tipo de função.

O processo de consolidação, na armazenagem, é destinado a juntar cargas parciais provenientes de diversas origens para gerar carregamentos maiores, visando otimizar sua distribuição e facilitar as entregas.

No caso da desconsolidação, o processo da armazenagem é o oposto: carregamentos maiores são desmembrados em pequenos lotes para serem encaminhados a destinos diferenciados.

Portanto, para estabelecer um modelo de armazém adequado, é necessário analisar suas necessidades básicas e o destino dos produtos que serão estocados.

O que podemos entender é que os problemas e as características de um sistema de armazenagem, desta maneira, estão relacionados diretamente com a natureza do material movimentado e armazenado.

Em cada empresa, a administração da armazenagem deve conciliar, da melhor forma, os objetivos dos seus departamentos, sem qualquer prejuízo à operacionalidade da empresa, bem como a definição e execução da política de armazenagem.

A responsabilidade dos estoques deve ser gerenciada por um único departamento, ficando os outros livres para se dedicar à sua própria função.

Sob esse ponto de vista, é importante manter um bom nível de serviço na armazenagem, objetivando a tomada das melhores decisões do modelo a ser aplicado, sempre tendo em vista reduzir ao máximo etapas que possam ser desnecessárias ou o retrabalho para gerar maior produtividade e lucratividade para a empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *