Você já preparou o seu projeto logístico para 2016?

Você já preparou o seu projeto logístico para 2016Cada vez que mais que mais um ano se inicia, as empresas precisam estar preparadas para os seus projetos e planejamentos para o novo período que se estenderá pelos seus 12 meses consecutivos, que todos torcem, que seja de muito trabalho, assim como o aumento da lucratividade. Afinal, qual empresa que não faz esses desejos anualmente? Pois dessa forma, tanto o mercado, quanto a economia, assim como a realização pessoal dos colaboradores saem ganhando.

Quando se fala em logística, então, o projeto de execução, assim como, todo o seu planejamento, precisa estar mais do que bem alinhado, pois não podem ocorrer falhas, pois podem acabar ocasionando atritos desnecessários e incorrigíveis com empresas parceiras ou, pior ainda, com o cliente final. A partir do momento em que um cliente ou parceiro perde a confiança na sua marca ou serviço, sua credibilidade sai prejudicada, e para contornar esta situação, não será uma tarefa nada fácil.
Outro quesito importante a ser ressaltado é que a logística, quando presente entre os negócios das grandes companhias, acaba se tornando um grande diferencial de concorrência, ou seja, competitivo no mercado. Vale lembrar aqui, que este setor é um dos que mais recebe investimentos e uma busca constante por inovação e aprimoramentos tecnológicos, para que seu sistema funcione minuciosamente e sem falhas, como dito anteriormente nesta postagem.
Portanto, para o ano de 2016, o que mais se espera é que os serviços logísticos se tornem cada vez mais inovadores, sempre aliado a grande dupla que envolve o aprimoramento das técnicas logísticas, assim como à redução de custos.

Integração dos processos
Além de tentar ao máximo batalhar pela redução de custos, um dos grandes objetivos dos sistemas logísticos é realizar a integração de todos os processos que o envolve. Um bom exemplo disso, são as companhias que trabalham com sistemas de suprimentos, entradas e saídas de materiais, ou seja, o foco destas empresas está na priorização da otimização de todos os seus setores que fazem parte do sistema.
Nós já comentamos por aqui por diversas vezes sobre um dos melhores sistemas para realizar este tipo de gerenciamento, o Warehouse Management System, mais conhecido no Brasil como WMS. Dentre as inúmeras vantagens que ele apresenta, podemos citar o auxílio no controle de entradas e saídas dos produtos e mercadorias dos depósitos, assim como, definir a localização e realizar o rastreamento destes produtos, além de apresentar uma série de funcionalidades e demais vantagens, que vem para facilitar todo o sistema de logística das empresas.

Capacitação de profissionais
Se o sistema logístico consegue funcionar em termos de processos e execução para que o trabalho seja feito corretamente, o investimento de um profissional capacitado se faz muito importante. Por isso, entramos no quesito de que as empresas precisam destinar uma parte de sua verba para investir em profissionais treinados para atuar com a logística, ou então, investir em algum outro colaborador da empresa para assumir tal função. Executar esta etapa do serviço é mais do que fundamental, pois é a única forma de garantir que a logística da sua empresa irá funcionar corretamente, assim como, ajudar a colher resultados a longo prazo, que envolvam o aumento da lucratividade, da mesma forma que seja possível trazer a redução de custos.

Infraestrutura
Para quem deseja ampliar a sua estrutura física, ou até mesmo reformular seu espaço físico, no final de 2015, o Governo Federal, por meio do Programa de Investimentos em Logística, divulgou que seriam destinados um valor por volta de R$198,4 bilhões, dentro do seu programa de investimentos do setor para o investimento em infraestrutura que beneficie a logística. Esse projeto foi colocado em pauta visto a dificuldade que o setor logístico no Brasil enfrenta quando se necessita batalhar por espaços físicos e construções de pavilhões para centros de armazenagem, dentre outras dificuldades. Iniciativas do Governo como essas vêm de encontro com o aumento da eficiência dos processos logísticos em nosso país.
O Governo começou a ver o quanto a logística movimentada nos últimos anos. Em 2011, por exemplo, o setor foi responsável por movimentar cerca de US$300 bilhões e, naquela época, se previa que esse número dobraria nos cinco anos seguintes. Ou seja, no final de 2016, início de 2017, teremos uma noção do quanto essa previsão se confirmou ou superou as expectativas.
Mesmo que nossas estradas enfrentem bastante dificuldades, nossos setores ferroviários e hidroviários não movimentem a economia de transportes, a logística conseguiu se destacar perante as demais atividades do mercado. Principalmente no que diz respeito ao transporte de mercadorias e assim segue, sempre que possível, entregando produtos nos prazos estabelecidos e mostrando o quando o investimento desse setor se faz mais do que importante.

E para 2016, como está o planejamento da sua empresa? Principalmente nos setores logísticos. Conte-nos nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *